quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Dedo em baixo

Ora que, como de costume, à tarde lá fui eu buscar o meu petiz e o seu coleguinha. Ora que estava a chover. E a ventar. E eu a querer manobrar um chapéu de chuva para os miúdos não ficarem ensopados e ao mesmo tempo enfiá-los dentro do carro. E ora que veio uma rabanada de vento que me virou o chapéu. E o dedo... Foi atrás do chapéu.

Na altura não liguei nenhuma. Miúdos no carro, chapéu fechado, entra no carro e 'bora p'ra casa. Pois. Ao fim de 10 minutos achei que o dedo me doía um bocadinho. Ao fim de 2h, quase não o conseguia mexer.
Desculpem lá a maravilha de foto, mas com o polegar direito em baixo e sem saber fazer nada com a mão esquerda, foi o melhor que consegui arranjar!
O marido quer que eu vá ao hospital. Eu, como para o hospital só vou se estiver a morrer (e o dedo só está um bocadito inchado, nada de especial em termos de aparência), tratei de pôr um creme anti-inflamatório e ligar o dedo e a mão, para não me esquecer e não desatar a fazer movimentos bruscos (sim, que eu sou menina para fazer toda a minha vidinha perfeitamente normal e esquecer-me completamente do dedo, até ao momento em que a dor se torne mesmo insuportável). Esperemos um dia ou dois e depois logo se vê!

6 comentários:

  1. Mas não esperes muito mais de 2 dias, pode ser perigoso... As melhoras. Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Já está a melhorar, felizmente :)

      Bj!!

      Eliminar
  2. Sou como tu, tal e qual. Por isso, seria hipócrita da minha parte dizer-te "aaaai.... tens de ir ao médico...", porque eu faria o mesmo.
    Mas tem cuidado e fica atenta, sim? ;-)
    As melhoras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada!! À partida não é nada sério, hoje já está muito melhor :)

      Bj!!

      Eliminar
  3. Boas melhoras, que isso não é nada agradável! Bom fim de semana.

    ResponderEliminar